Sobe para 695 o número de famílias desabrigadas pelas enchentes no MA.

Municípios de Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá, Paraibano e Formosa da Serra Negra já decretaram situação de emergência.

Subiu para 695 o número de famílias desabrigadas pelas enchentes no Maranhão, segundo informações do Corpo de Bombeiros no Maranhão (CBMMA). Os municípios de Mirador, Grajaú, Barra do Corda, Jatobá, Paraibano e Formosa da Serra Negra já decretaram situação de emergência. 

Mais de 100 famílias estão desabrigadas na cidade de Mirador, no Maranhão, após inundação — Foto: Nice Ribeiro/TV Mirante

Na cidade de Imperatriz, a 626 km de São Luís, o nível do rio Tocantins permanece estável na marca de 9,38 metros. No município, 231 famílias estão desabrigadas. Equipes do 3º Batalhão de Bombeiros seguem no apoio às vítimas, realizando o transporte de pessoas e a distribuição de alimentos. 

Em Mirador, 485 km da capital, o Rio Itapecuru segue com tendência de baixa, marcando o nível de 4,92 m. Três embarcações, oito viaturas e 40 bombeiros são empregados na operação de auxílio aos afetados. Além da acomodação das famílias em locais seguros, são distribuídas cestas básicas e medicamentos. 

A cheia do rio Itapecuru, causada pelas chuvas intensas que atingem a região, provocou uma enchente que inundou vários pontos da cidade na terça-feira (4), deixando 101 famílias desabrigadas, segundo informações do CBMMA. A região mais afetada pela inundação foi o centro da cidade, onde cerca de oito casas desabaram. A Prefeitura de Mirador decretou estado de calamidade pública e situação de emergência por causa da enchente.

Nas cidades de Trizidela do Vale e Pedreiras, o rio Mearim apresentou uma pequena elevação em seu volume e chegou a marca de 5,54 m, próximo a sua cota de inundação. Diante do avanço do rio, 86 abrigos públicos já estão prontos para ocupação.

Fonte: G1 Maranhão (parceiros)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.