200 DIAS DE GESTÃO – TEMPO SUFICIENTE PARA RESTAURAÇÃO DE PRÉDIOS PÚBLICOS

São duzentos dias de gestão e milhões em dinheiro público para compra de tintas e nada de restauração dos prédios públicos. Conta-se os prédios que estão sendo restaurados pela atual gestão, sobretudo, escolas públicas que encontram-se em situação precária, a exemplo, da Escola da Fazenda Alternativa ( próxima ao Povoado Ipu-Iru). Um completo abandono e descaso. Não me venham com o discurso repetitivo de que isso é culpa da gestão anterior, porque há dinheiro em caixa suficiente para os trabalhos de restauração. Para tanto, temos dito que tudo é questão de prioridade. Não há justificativa para Licitações milionárias para aquisição de combustíveis para suprir às necessidades da secretaria de educação, haja vista que não há aulas no município capaz de justificar os valores exorbitantes gastos em combustível. Fica o retrato da prioridade da gestão para com a educação do município. Reflitam!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.